O Projeto Gira Mundo é uma proposta do AIESEC, executado pelos Inter cambistas, que propõe a oportunidade de trabalhar diretamente com ações que multipliquem a conscientização sobre os objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU para 2030. Durante o período do dia 18/01 a 23/02 a Rede AICA recebeu o primeiro grupo de Inter cambistas, os quais foram inseridos nos seguintes projetos: Projeto Cidadão, Curumim, Legal e Menino e Menina do Mestre. Houve trocas de experiência e introdução ao conhecimento dos aspectos artístico e culturais dos país de origem dos voluntários, tudo isso possibilitando uma ampliação no universo cultural das crianças, adolescentes e os próprios inter cambistas. Das atividades integradas, houveram o contato das crianças e adolescentes com o idioma estrangeiro, estimulando o aprendizado, brincadeiras, entre outras atividades em prol das crianças e adolescentes. 

Additional Info

  • Local Rede AICA
  • Data 23/02/2016

Hoje deu-se início ao curso de Montagem e Manutenção de Computadores na Sede do Projeto Adolescentes em Ação em Portal de Jacaraípe, disponibilizados em dois turnos (matutino e vespertino), 16 vagas disponibilizadas em cada turno. O curso reúne os conhecimentos dos componentes essenciais de um computador e execução de tarefas que abrangem a profissão, tais como a instalação de componentes, limpeza, configuração e atualização de hardwares, entre outros serviços. 

Additional Info

  • Local Projeto Adolescentes em Ação
  • Data 20/02

No dia 13 de Fevereiro estivemos em um encontro à convite do Prefeito da Serra, Sr. Audifax Barcelos juntamente com demais representantes de diversos segmentos da sociedade civil para uma reunião com o objetivo de avaliar o impacto da crise da Polícia Militar no município e discutir propostas para a atuação da prefeitura. O evento contou com a participação do Coronel Nilton Rodrigues novo comandante geral da PM do estado /ES que já esteve à frente da Secretaria de Defesa Social da serra. Outros convidados se fizeram presentes dos quais empresários, padres, pastores e lideranças de movimentos populares, além de representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Ministério Público, entre outros. A proposta teve como objetivo uma analise contextual, assim também como estabelecer estratégias e proposições acerca do dialogo com a sociedade no que tange a segurança publica. Ficou claro nas falas que se faz necessário que o estado crie um novo pacto com a sociedade em todos os níveis.

Additional Info

  • Local Rede AICA
  • Data 13/02

Hoje os projetos da Rede com as crianças, adolescentes, familiares, inter cambistas (AIESEC) e todos os colaboradores das unidades comemoraram o Carnaval com muita energia! Houveram apresentações para os grupos de crianças e adolescentes sobre a diversidade do Carnaval, apresentando os modelos de Carnavais no Brasil, os tipos de música – Marchinhas, Axé, Frevo e outras, ensaios de coreografias, produção de adereços, pintura de rosto, Concurso de dança, Palestras e muito mais!

Additional Info

  • Local Rede AICA
  • Data 24/02

A favor do desenvolvimento e aperfeiçoamento dos adolescentes em relação a arte da música, hoje deu-se a Oficina de Música “Musicalizando Talentos”, buscando associar sempre o ensino de música com o cotidiano de cada um, procurando sempre trabalhar a inclusão social, diversidade cultural, racial, entre outros aspectos que rodeiam nossa sociedade. Dentre as atividades desenvolvidas estão técnicas de canto/coral, respiração, entre outras atividades tendo o objetivo de captar e incentivar adolescentes de todos os núcleos para o ambiente musical.

Additional Info

  • Local Rede AICA
  • Data 23/02

A fim de incentivar a participação social, empoderamento e a cultura das crianças e adolescentes, hoje ocorreu mais um encontro de formação para todos os colaboradores da Rede AICA a respeito dos projetos à serem desenvolvidos com as crianças e adolescentes ao decorrer do ano. Foram apresentadas diversas propostas de projetos sendo eles: o Projeto Mulher Plena – que visa trabalhar o respeito e a valorização da mulher, o Projeto de Inclusão Digital – dando acessibilidade e desenvolvimento na área digital, os Projetos de música –MusArt, Musicalizando Talentos e Som da Vida que incluem as crianças no âmbito musical, e o Projeto de Dança. Os seguintes projetos apresentados já foram iniciados e estarão em desenvolvimento com as crianças e adolescentes da Rede AICA.

Additional Info

  • Local Rede AICA
  • Data 03/02/2017

Fortalecendo vínculos e incentivando o envolvimento e participação das crianças e adolescentes, no período do dia 02 a 24 de fevereiro, os Projetos da rede realizarão a consolidação com os grupos das crianças e adolescentes apresentando o regimento interno promovendo a participação na construção das normas e regras de convivência, o conhecimento de seus direitos, envolvimento nas atividades e criando um espírito de liderança entre as crianças e adolescentes. 

Confira o registro das Atividades da Rede realizadas em Janeiro e Fevereiro de 2017.

2017 - Informativo Janeiro e Fevereiro

Additional Info

  • Local Rede AICA
  • Data 06/03/2017

36 meninas morreram queimadas num incêndio que destruiu um abrigo destinado ao acolhimento de adolescentes. A tragédia aconteceu na Guatemala no último dia 8 de março. Além das vítimas fatais, 24 meninas ficaram gravemente feridas, algumas delas com queimaduras de terceiro grau. O incêndio teria começado numa sala de 16 metros quadrados onde 52 adolescentes haviam sido trancadas para serem controladas após uma rebelião. Segundo relato dos funcionários as próprias meninas teriam colocado fogo em colchões para denunciarem o tratamento desumano recebido na unidade.

 

Administrada pela Secretaria de Bem-Estar Social da Presidência, a instituição abriga, por ordem judicial, menores de 18 anos vítimas de violência doméstica, de algum delito ou que foram resgatados das ruas, entre outros motivos. O centro tem capacidade para 400 adolescentes, mas abriga 800. Há tempo a instituição era alvo de denúncias por maus tratos e violências sexuais contra os internos, sobretudo contra as meninas que estavam abrigadas para serem protegidas das violências sofridas em casa e na rua. Eis aqui uma enésima prova da incompetência, omissão, irresponsabilidade e crueldade com que as instituições públicas, salvo raras exceções, tratam nossas crianças e adolescentes. Tragédias como essa podem ocorrer a qualquer momento também no Brasil, onde, sobretudo nas instituições destinadas a acolher adolescentes, nos confrontamos ainda com o descaso do poder público, a falta de investimentos, o despreparo de boa parte dos funcionários, a insensibilidade da sociedade, a hipocrisia de boa parte dos meios de comunicação social e a pouca incidência dos órgãos fiscalizadores quanto à reversão desse dramático quadro. As meninas da Guatemala estavam abrigadas por determinação judicial. Haviam sido colocadas naquela unidade com a finalidade de serem protegidas. Foi para “o bem delas” que aquelas mesmas instituições que nunca prestaram ouvido ao clamor delas e foram incapazes de garantir-lhes os direitos essenciais no momento oportuno, as internaram mesmo sabendo que aquela instituição não tinha as mínimas condições de devolver àquelas meninas a alegria de viver com dignidade.

 

Será que acredita mesmo no bem-estar dos/das adolescentes quem, pelo mundo afora, inclusive no Brasil, decide interná-los em instituições dessa laia?

 

Espaços como estes só servem para carbonizar vidas, incinerar sonhos e matar a esperança. A história tem demonstrado que a internação em masmorras, esse é o nome que melhor descreve as nossas unidades socioeducativas, não recupera quase ninguém.Os poucos resultados positivos são fruto da resiliência da própria garotada. Passa o tempo e a história se repete. Muda o país, mas o descaso é o mesmo. As poucas conquistas não conseguem apagar o fogo que incinera prematuramente os sonhos dos meninos e das meninas empobrecidos violados em seus direitos. O dia 8 de março continua marcado pela violência. Em 1911, cerca de 130 operárias morreram queimadas numa fábrica têxtil de Nova York, nos Estados Unidos. Em 2017, 36 meninas morrem carbonizadas numa instituição ironicamente chamada de “Hogar Seguro”. Na porta dessa instituição e de todas aquelas que lhe são parecidas cabe bem o texto que o poeta Dante afixou na entrada do inferno: “Ó vós que entrais, abandonai toda esperança! “.

Página 9 de 13

Conheça a Rede

Agende uma Visita
Venha conhecer esta rede de Ação Solidária.
SEDE: Rede Aica - Rede de Atendimento Integrado à Criança e ao Adolescente

Endereço: Rua João de Barro, 144 - Novo Horizonte, Serra|ES

Telefone: (27) 3338-5575

INSCREVA-SE

Cadastre seu email e receba nossos informativos

Depoimento

"Pude testemunhar o quão organizado é o Projeto Cidadão no bairro de Novo Horizonte. Sinceramente, fiquei encantado!." Vereador Roberto Catirica

Siga-nos

Top